A Rádio Ecclesia, da Igreja Católica em Angola, pagou hoje os salários aos trabalhadores em Luanda, que há três meses não recebiam os seus vencimentos. Nas províncias, o atraso chegou a cinco meses.

N o passado dia 21, associações da sociedade civil, designadamente o Amplo Movimento de Cidadãos, Associação Mãos Livres e a Open Society criaram um movimento para ajudar aos trabalhadores da Rádio Ecclesia.

O apelo, apadrinhado por muita comunicação social internacional, chegou mesmo ao Vaticano bem como a dioceses de língua portuguesa espalhadas pelo mundo, gerando muita indignação pela situação vivida pelos trabalhadores da Ecclesia, facto que levou a Administração da rádio a resolver o assunto.

O Folha 8 sabe que os serviços da Santa Sé, por indicação do Papa Francisco, contactaram a Rádio Ecclesia para saber o que se passava, tendo mesmo admoestado a Administração para resolver o assunto, o que veio hoje a acontecer.

O comunicado divulgado dizia que face à crise financeira internacional e que afecta a maioria dos sectores económicos e sociais, em Angola, tendo tomado conhecimento da situação em que se encontram, os jornalistas e demais trabalhadores da Rádio Ecclesia – Emissora Católica de Angola, que estão há mais de três meses sem receber os seus salários e benefícios, as associações juntam-se à iniciativa do jornalista William Tonet, lançando, em conjunto, uma campanha de solidariedade humanista e cristã com os profissionais da Rádio Ecclesia.

Partilhe este Artigo