ANGOLA. As chuvas que caíram hoje em Cabinda levaram ao desabamento da centenária igreja de São Tiago Maior, da missão Católica de Lândana, município de Cacongo, templo classificado como Património Histórico-Cultural de Angola.

De acordo com testemunhos no local, o desabamento da igreja, nomeadamente a torre, o primeiro templo construído por missionários espiritanos, em 1903, ocorreu cerca das 12:00 de hoje, não havendo registo de feridos.

O pároco local, Eugénio Cassoma, explicou que desde que o templo completou o centenário de existência que já apresentava fissuras, que se “agravaram” desde 2015, sem ter sido realizada qualquer intervenção.

O intenso movimento de veículos pesados na estrada contígua à igreja, envolvidos na construção do porto de águas profundas do Caio, é uma das explicações avançadas localmente para o estado em que se encontrava o edifício, considerado um dos maiores monumentos de Cabinda, construída em barro e pedra.

Construída no período colonial, a igreja completaria 115 anos de existência a 25 de Julho, mas há vários meses que apresentava pequenos desabamentos e fissuras no revestimento na parte frontal.

A Missão Católica em Lândana foi fundada em 1873, tendo marcado o início da evangelização do antigo Congo Português, Cabinda.

Lusa

Partilhe este Artigo