ANGOLA. Um avião da transportadora aérea angolana TAAG que saiu de Lisboa hoje, com destino a Luanda, foi desviado para o aeroporto de Kinshasa, capital da República Democrática do Congo (RDCongo), devido à obstrução da pista na capital de Angola.

A informação foi prestada hoje à Lusa por fonte da transportadora aérea angolana, dando conta que na origem da decisão esteve a aterragem de emergência, no aeroporto 4 de Fevereiro, em Luanda, de uma outra aeronave de uma operadora angolana, que não a TAAG, acabando por “obstruir a pista”.

“Por esta razão, os voos da TAAG provenientes de Lisboa e Joanesburgo [África do Sul] tiveram de alternar para Kinshasa até que a pista [em Luanda] seja desobstruída”, explicou a mesma fonte.

Em causa estará uma aeronave de pequeno porte, que aterrou de emergência, com um problema no trem, incidente que não terá causado feridos. Em concreto, a situação afecta o voo DT 651, que partiu do aeroporto de Lisboa depois das 11:00 de hoje e que chegou a Luanda às 18:00, acabando por não poder aterrar, sendo então desviado para a capital da RDCongo, onde aterrou cerca de 30 minutos depois.

A TAAG não adianta para já uma previsão para o retorno do voo, com os passageiros a bordo, a Luanda, tendo em conta a necessidade da companhia operadora do voo que realizou a aterragem de emergência tratar do “desembaraço operacional” da aeronave que se encontra na pista da capital angolana.

Lusa

Partilhe este Artigo