O Bloco Democrático exige a devolução imediata dos bens de Nuno Dala e que recebe imediatamente a assistência médica adequada.

“O Executivo Angolano em funções, tem responsabilidades nacionais e internacionais no que diz respeito a vida da pessoa. A Constituição da Nação é muito directa na defesa dos direitos humanos. O Estado Angolano aceitou fazer parte de várias responsabilidades de direitos humanos a nível internacional. O que está a acontecer com Nuno Dala é a mais flagrante violação dos direitos humanos e uma autêntica fuga à justiça, fuga à lei.

O Bloco Democrático (BD) tem assistido à natural crescente preocupação do povo angolano e da comunidade internacional pela seriedade do perigo de vida que persegue Nuno Dala, diabético, esposo, pai, irmão, trabalhador, professor e quadro nacional formado na UAN com especialização em ensino especial feita no Canada. Certamente um quadro que o país não pode perder!

Hoje, dia 7 de Abril de 2016, o valoroso Nuno Dala, entra no seu vigésimo nono dia (29º) de greve de fome, amanhã vai estar há um mês, isto é, 30 dias em greve de fome. Um grande sacrifício!

Angola possui um Ministro da Justiça, está em silêncio absoluto sobre o caso. Angola possui um Secretário de Estado Para os Direitos Humanos, está em silêncio absoluto sobre o caso. A imprensa estatal fala apenas (e só fala por pressão do povo) em questões de saúde, ocultando as reais razões da greve de fome do activista cívico e professor Nuno Dala.

Centenas de populares estão preocupados e expressam a sua dor e mágoa face a este deixar morrer de um cidadão que exige simplesmente aquilo que a lei lhe oferece!

O que se passa com o Executivo do Sr. José Eduardo dos Santos e seu MPLA que se nega a respeitar a lei e a devolver os bens surripiados a Nuno Dala? Este continuado atropelar da lei é porquê?

A própria Presidente da Comissão de Direitos Humanos da União Europeia, Sra. Elena Valenciano já se pronunciou sobre a situação calamitosa de Nuno Dala e de Manuel Chivonde Nito Alves. O que se passa com o Executivo do Sr. Eduardo dos Santos e seu MPLA que se nega a respeitar a lei e a devolver os bens surripiados a Nuno Dala?

Mais um Angolano a beira de colapso enquanto exige justiça; é esta injustiça que alimenta cada vez mais o sentimento de frustração popular contra o Sr. José Eduardo dos Santos e o seu MPLA. As angolanas e os angolanos não estão a gostar nada destas atitudes anti-angolanos, anti lei, anti justiça, anti direitos humanos, anti Estado de Direito.

A família de Nuno Dala está a passar as piores privações, todo o povo está a ver, os choros são constantes, o desespero total de uma esposa que não consegue pagar as suas contas com várias crianças a seu cargo. Nuno Dala está em greve de fome por direitos, por justiça e tem a lei do seu lado!

Por tudo isto o Bloco Democrático exige a devolução imediata dos bens de Nuno Dala e que o mesmo receba imediatamente a assistência médica adequada em unidade hospitalar adequada para restabelecer a sua boa saúde!

Neste momento, o estado de saúde de Nuno Dala é muito precário, o mesmo pode sucumbir a qualquer momento, todas as responsabilidades, se a tragédia acontecer com a vida do activista caem, sobre o Sr. José Eduardo dos Santos e o seu MPLA!

O Bloco Democrático apela ao povo para que manifeste forte solidariedade para com a esposa e família e que continue a manifestar o seu generalizado descontentamento face à falta de amor ao próximo que o Sr. José Eduardo dos Santos e o seu MPLA têm demonstrado!”

Nota: Comunicado do Bloco Democrático

Partilhe este Artigo