ANGOLA. A petrolífera estatal Sonangol quer vender até Agosto parte dos direitos que detém em dois blocos de produção de petróleo em fase de exploração no “offshore” angolano, operados pela Cobalt, com a qual manteve um diferendo milionário há vários meses.

De acordo com informação apresentada no seu site pela Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), a petrolífera estatal refere que “tenciona proceder à cedência de parte” dos interesses que mantém nestes dois blocos.

Em causa estão os blocos 20/11, participado pela Sonangol (30%), pela BP (30%) e operado pela Cobalt (40%), e 21/09, participado pela Sonangol (60%) e operado pela Cobalt (40%), ambos em águas profundas e que ainda não entraram em fase de produção.

A Sonangol refere que, para o efeito, serão realizadas sessões com potenciais investidores – petrolíferas nacionais e internacionais – a partir de 24 de Abril, processo que se desenrolará até 29 de Junho, decorrendo em paralelo em Luanda e em Houston, Estados Unidos da América, “com o propósito de partilhar informação técnica, legal e contratual, relativa aos blocos”.

O processo de venda, segundo a Sonangol, termina a 31 de Julho de 2018.

Partilhe este Artigo