ANGOLA. O Presidente norte-americano, Donald Trump, assim como o seu vice-Presidente, Mike Pence, confiaram recomendações precisas aos representantes do Departamento norte-americano da Administração do Comércio, a convite dos quais a Sonangol participou numa reunião, em Houston, Texas, onde a petrolífera nacional se encontra para a Conferência de Tecnologias Offshore.

Os representantes americanos, Ian Steff e Devin Horne, Secretário Adjunto de Fabricação e Especialista de Comércio Nuclear Civil, respectivamente, transmitiram, segundo uma informação da Sonangol, “o gosto do governo americano em continuar a investir e manter relação com Angola, no domínio do petróleo e gás, neste novo contexto. Afirmaram ainda que, Angola, a par da Nigéria e da África do Sul, são países com os quais os Estados Unidos pretende continuar a ter uma relação estratégica.”

“Ian Steff e Devin Horne abordaram, com o PCA da Sonangol, Carlos Saturnino, e os Administradores Executivos, Rosário Isaac, Luís Maria e Alice Sopas, a disponibilidade para intervenções tendentes a reforçar as relações empresariais, destacando que o governo dos Estados Unidos vai continuar a dar suporte aos investimentos americanos em Angola, quer no sector dos petróleos como em outras áreas da economia”.

No encontro, adianta a informação da Sonangol, “realizado pelo adido comercial da embaixada dos Estados Unidos em Angola, Everett Wakai, foi também enfatizado o facto de o governo americano ter apreciado bastante o gesto do Presidente angolano, João Lourenço, ao ter recebido os representantes das Companhias petrolíferas americanas.”

“Por sua vez, Carlos Saturnino falou do país e do processo de regeneração por que passa actualmente a petrolífera estatal. O PCA apontou as potencialidades do óleo e gás, discorreu sobre o ambiente macroeconómico que se está a forjar para a acomodação dos interesses dos investidores, focou a lei do investimento estrangeiro e a legislação do sector, assim como a facilidade de aquisição de vistos, entre outros aspectos animadores para potenciais investidores”, afirma a Sonangol.

De recordar que a Delegação da Sonangol se encontra nos Estados Unidos da América a participar da Conferência de Tecnologias Offshore que hoje termina.

Partilhe este Artigo