ANGOLA. O Governo angolano aprovou um contrato de investimento, de cerca de três milhões de euros, para a instalação em Angola de uma sucursal da empreiteira alemã Inzag, que por sua vez pertence ao grupo brasileiro Andrade Gutierrez.

A informação consta de um despacho assinado pelo ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, com data de 19 de Janeiro e que destaca que este investimento privado “irá criar postos de trabalho para trabalhadores nacionais, bem como potenciar a formação, elevando a qualificação da mão-de-obra angolana”.

O investimento está avaliado em 3,5 milhões de dólares (2,8 milhões de euros) e será implementado no sul de Angola, na província do Cuando Cubango, refere o mesmo despacho, autorizando o contrato.

Refere ainda que o investimento, a concretizar até ao primeiro trimestre de 2019, com vista ao registo e criação da sucursal de Angola da Inzag Germany Gmbh, levará à criação de 122 postos de trabalho directos, dos quais 105 para trabalhadores angolanos.

Quer a Inzag Germany Gmbh, constituída em 2011 e com sede em Dusseldorf, quer a Andrade Gutierrez, de origem brasileira, já contam actualmente com várias empreitadas públicas em Angola.

Lusa

Partilhe este Artigo