Humilhar Sebem é humilhar Angola

Sebem é o Moisés do Kuduro, abriu o Mar Vermelho para muitas Gerações do Kuduro. Para que os jovens do Kuduro ficassem em silenciosos hoje no momento que ele mais precisa! A humilhação ao músico Sebem é o cúmulo é um atentado à sociedade angolana no geral!

Por Kissamá de Castro

Sebem deu autenticidade na transformação da solidez do mosaico cultural do estilo Kuduro sem liberdade na sua oratória. O Kuduro não seria o que é hoje no seu significado mais amplo, na relação da caracterização artística em palco, com as suas próprias ideias pré-concebidas. Sebem contribuiu para que o Kuduro tivesse uma identidade cultural e que obtivesse uma expansão a nível internacional.

Foi necessário a sua felicidade e o seu carisma! Sem dúvida, foi um artista muito à frente do seu tempo… um génio da lapada.

Sebem falava o que pensava! Até mesmo com o próprio povo e com a própria história – a sua história é irreversível não se pode imaginar um artista verdadeiro e autêntico no nosso país Angola, sem nome, mas o mestre da “Felicidade”.

Não podemos aceitar as faltas de respeito de um indivíduo que vive na frança e diz que é activista, que para obter protagonismo através da internet ofende e difama sem pudor o Sebem.

Os legados não podem ser questionados por um julgamento populista! As faltas de valores não podem estar acima de tudo e de qualquer integridade de pessoas que não se podem defender. Em psicologia chama-se covardia social. Pessoas de Índole inepto, são pessoas que usam de artifícios secundários sem código de ética pra enganar pessoas. Resumindo: Covarde Ilusionista mata e destrói as sociedades, como a nossa que é vulnerável.

Sebem abriu caminho para várias gerações do Kuduro, e se nós não tivermos consciência do mestre da Felicidade, apoiando a iniciativa da destruição da sua imagem em quanto vivo não será depois do morto.

O silêncio e a mediocridade são venenos que destroem muitas sociedades. E quando não mata, ela será a ferramenta que marcará a profunda e eterna destruição de qualquer sociedade.

Isso são fumaças que o MPLA faz como uma cortina de ignorância do fumo para distrair os objectivos da luta!

O presidente João Lourenço e a primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, a casa que ofereceram a Sebem foi uma propaganda política, sim um activo social fazendo a doação para inglês ver menos de um ano. O Sebem passa necessidade e é lamentável o que está a passar, isso só pode ser Esnobismo político.

É um perigo massivo foco da internet ser Sebem e Adalberto da Costa Júnior porque comprou maçã (mansão). O objectivo do MPLA está cumprido desviando o foco da 20 milhões que vivem abaixo da pobreza.

Os artistas têm que mostrar união porque a cultura angolana está a ser posta em causa, e os legados desses mesmo artistas.

A cultura, sob todas as formas de arte, é uma forma de representação cultural na transformação de povo, no infinito do pensamento, através dos séculos, revolucionou país capacitou o homem a ser menos consciente e donos de sim na liberdade dos povo e das escravidão mental.

Arte sem consciência é um perigo permanente para a sociedade, arte sem defesa é o símbolo da mediocridade. Desta forma estamos a aumentar o proselitismo do opressor desviando o foco e da realidade frenética da miséria em Angola.

Temos que encarar de frente os problemas psicológicos e sociais como a da sociedade em geral, a humilhação de alguém indefeso e povo aplaude. Caímos no arredio social e no descrédito confundido com activismo, com populismo barato, da inerente chama e o povo apoia o ridículo.

Numa sociedade onde quem cantou a FELECIDADE não merece honra, então jamais o estilo Kuduro será respeitado. O Silêncio jocoso dos kuduristas e dos artistas em geral é preocupante.

Se queremos transformar urgentemente Angola é necessário a emancipação cultural, esta é a principal base de transformação social. A emancipação da arte será obra dos próprios da cultura angolana. O jupiteriano PAULO FLORES ao seu jeito deu-nos uma aula de moral e de valores.

Não podemos aceitar nem compactuar com este tipo de acontecimentos! Vamos acordar para uma reflecção social. Vamos reflectir sobre as atrocidades Psicóticas que foram feitas ao cantor Sebem.

O nosso irmão Sebem tem filhos e famílias e quem é filho de boa gente sente, não podemos permitir que seja humilhado! SEBEM Não está em condições para se defender este ataque é desleal.

A resposta é vossa.

Meu avô dizia o homem que mata uma mulher no ato sexual, é pior do que qualquer aberração que existe no inferno.

Vamos defender o nosso irmão, pai de família, o homem da cultura que muito contribuiu para a nossa cultura.

A FELICIDADE TEM MEMORIA CURTA…

Foto: Sebem com Dog Murras

Nota. Todos os artigos de opinião responsabilizam apenas e só o seu autor, não vinculando o Folha 8.

Artigos Relacionados

Leave a Comment