A petrolífera estatal chama-lhe “Manhãs com Energia” e afirma que o título não engana. É, diz, “uma das novas formas de relacionamento dos administradores da Sonangol com os quadros médios e superiores da empresa” e que “passa por encontros, ao pequeno almoço, onde se debate, de modo informal e descontraído, as questões que são transversais aos interesses de todos”.

A primeira edição de “Manhãs com Energia” contou com a participação dos administradores Eunice de Carvalho e Ivan de Almeida, este recém-nomeado “e que protagonizou aqui uma das primeiras presenças junto da força de trabalho. Ambos interagiram, de forma aberta e transparente, com gestores e técnicos, sobre temas tão sensíveis como o respeito pelos princípios éticos, aumento da eficiência, melhoria de produtividade e assunção de compromisso com a empresa”.

“Numa breve intervenção, a administradora Eunice de Carvalho, frisou precisamente a necessidade de todos os colaboradores assumirem a necessidade de reforçar o comportamento individual de acordo com os valores da empresa – incompatível com a disseminação para o exterior de informações confidenciais da empresa – adoptando as melhores práticas, incluindo do ponto de vista ético, no relacionamento com colegas, clientes, fornecedores e parceiros. Para que isso se torne efectivo, a administradora responsável pelo pelouro dos Recursos Humanos, anunciou a realização de uma campanha, interna e externa, com que se pretende melhorar a imagem dos colaboradores do Sonangol junto de todos os públicos alvo”, explica a empresa no seu site.

De acordo com a notícia da própria Sonangol, “esta foi uma experiência inovadora para a maior parte dos participantes que puderam expor, de forma directa as suas ideias, críticas e sugestões, a membros do Conselho de Administração. Um dos participantes no “Manhãs com Energia”, Belarmino Chitangueleca considerou a iniciativa “… como muito positiva, que está de acordo com os padrões praticados pelos líderes das grandes empresas mundiais que terão de ser a referência fundamental para a Sonangol”.

“É com esta forma de comunicar, num ambiente descontraído, que as pessoas têm maior oportunidade de se expressar, e ouvir, transmitindo e obtendo informações correctas, que evitam especulações”, referiu o Director da Direcção de Produção da Sonangol E.P.

Para Natacha Massano, Directora da DEC, esta iniciativa proporciona a oportunidade aos colaboradores para estarem mais próximos da Administração “… representando também uma oportunidade para os administradores conhecerem, com mais detalhe, questões de trabalho de áreas distintas, ouvindo as opiniões dos técnicos e gestores desses sectores, independentemente das posições que cada um ocupa na empresa”.

“A ideia de poder debater com administradores questões muito específicas das respectivas áreas de trabalho, agradou sobremaneira a todos os participantes”, conta a Sonangol, exemplificando com o caso de um dos mais jovens quadros da empresa, Evanilson Ribeiro, que considerou que “esta é uma boa iniciativa que desfaz todas barreiras, e o distanciamento com a hierarquia, permitindo abordar, sem receios, todo o tipo de assuntos com as chefias!”

“Essa foi também a opinião de Domingos da Cunha, director de Exploração que classifica este tipo de encontros como uma oportunidade para reflectir sobre o momento actual da empresa, abordando os grandes desafios que se colocam no curto, médio e longo prazo, harmonizando-os com os planos e a visão do Conselho de Administração da Sonangol!”

“Foi uma oportunidade excelente de partilhar opiniões e ideias sobre o que se pretende para a Sonangol” sublinhou Micha do Amaral, acrescentando que “o importante é estarmos todos, desde a base ao topo, alinhados com o processo de transformação, expondo os nossos conhecimentos, dando os nossos contributos, sem qualquer constrangimento, de forma a alcançarmos resultados positivos. A Sonangol precisa disso! Angola precisa disso”, concluiu esta técnica da Direcção de Produção da Sonangol E.P., que promete ficar muito atenta às conclusões da próxima edição do “Manhãs com Energia”, a realizar no final do mês de Novembro.

Partilhe este Artigo