ANGOLA. O Governo angolano prevê gastar 280 milhões de euros com a reabilitação de estradas e pontes da província do Cuando Cubango, no sul do país, a realizar por um consórcio formado por brasileiros e alemães.

De acordo com um despacho presidencial de final de Setembro, é aprovada a empreitada de reabilitação da Estrada Nacional 295, em dois troços, com um total de 136 quilómetros de extensão.

A obra fica a cargo do consórcio formado pela Queiroz Galvão Konstruktion GmbH (de origem brasileira) e os alemães da GAUFF GmbH & Co Engineering KG.

A empreitada é justificada pelo Governo com o plano provincial de desenvolvimento 2013-2017, que “determina como objectivos estratégicos o desenvolvimento de infra-estruturas ferroviárias, reabilitação, construção de estadas e abastecimento de água para dinamizar o sector produtivo”, além de “facilitar o provimento de bens e serviços”.

Angola tem em curso um vasto projecto de reabilitação de centenas de quilómetros de estradas destruídas durante o conflito armado que assolou o país, até 2002, obras sobretudo realizadas por empreiteiros chineses, mas também por empresas portuguesas e brasileiras.

Lusa

Partilhe este Artigo