ANGOLA. O Sindicato dos Pilotos de Linhas Aéreas angolano (SPLA) anunciou a assinatura, esta quarta-feira, de um protocolo com a Administração da transportadora aérea angolana TAAG, o que permitiu “desconvocar” a greve que deveria iniciar-se hoje.

A informação, confirmada igualmente por fonte da TAAG, consta de um comunicado divulgado pelo SPLA, em que se refere que foi possível “satisfazer os requisitos” para negociação com a empresa, estatal, aprovados anteriormente em assembleia-geral.

Melhoria das condições laborais, ajustamento de salários e pagamento de subsídios, integram as exigências dos pilotos nestas negociações com a Administração da transportadora aérea angolana, que se iniciaram a 9 de Junho.

O sindicato reúne 90 pilotos e refere que além da TAAG, esteve envolvido nas negociações, que levaram à assinatura do protocolo de entendimento com a administração, também o ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás, que tutela a transportadora aérea de bandeira.

De acordo com fonte da TAAG, após este entendimento “está assegurado o normal cumprimento das operações aéreas da companhia”, que opera ligações diárias domésticas e regionais, mas também para Lisboa e Porto, em Portugal, e voos regulares para o Brasil e Cuba, entre outros.

Lusa

Partilhe este Artigo