Há já muito tempo que o povo angolano vem assistindo ao gingar bamboleante e demagogo do kangamba João Melo, o Goebbels do MPLA, vomitando raios e coriscos contra os sistemas económicos e sociais dos países mais desenvolvidos e democráticos.

Por Domingos Kambunji

Este tipo de fuga, ou cobardia psicológica, (agressão deslocada, como explica a psicologia), acontece porque ele tenta, sem sucesso, disfarçar os sofismas e as ambiguidades e contradições do MPLA que parasitam a sociedade angolana, económica e socialmente.

Ninguém é capaz de definir cientificamente o sistema económico e social imposto pelo MPLA, porque o MPLA muda de ideologia mais vezes do que o número de vezes que um doente sofrendo disenteria necessita de utilizar instalações sanitárias. As explicações matumbas do Goebbels do MPLA acabam por ter o efeito contrário, demonstram que o kangamba João é um narcisista sanzaleiro e Angola está a ser governada por várias raposas a tomarem conta do galinheiro.

Neste momento o João Goebbels afirma que a ideologia do MPLA se situa na área do socialismo democrático. Todavia há quem defina o sistema económico e social do MPLA como “chuchalismo” cleptocrático, perceptível no comportamento parasitário que favorece o enraizamento do capitalismo selvagem no nosso país.

As análises do João Goebbels acabam por cair sempre num saco roto, dificilmente remendável. É este o “artista” que se apresenta, entre outros papéis que decide representar, como professor universitário, num país que ocupa a posição 132, numa avaliação de 149 países efectuada pelo Legatum Institute.

Alguém fez-nos a pergunta: quantas universidades de Angola estão entre as 100 melhores de África? Nós respondemos, sem hesitação: Nenhuma!

Qual é a vossa admiração? Em Angola até conseguem ser professores universitários o Doutor Atum e o Goebells do MPLA, o João! Está explicado o facto de em ensino em Angola, já para não falar da qualidade de vida, estar situada numa vergonhosa posição.

Os países com os paradigmas económicos e sociológicos tão criticados pelo Goebels do MPLA têm universidades a ocuparem as posições cimeiras, a nível mundial. Os dois primeiros lugares são da Inglaterra, Oxford e Cambridge. Os EUA têm 7 das 10 melhores universidades em todo o mundo. A França tem excelentes estabelecimentos de ensino superior…

O João, o Goebells do MPLA, foi para Portugal, país com várias universidades de muito boa qualidade, estudar Direito. Conseguiu concluir a licenciatura? Não!!!

Está explicada a frustração do Gobbels do MPLA, o kangamba João. Em Portugal, os alentejanos designam este tipo de frustração, sem qualquer adorno, por dor de corno.

Partilhe este Artigo