ÁFRICA DO SUL. O Presidente sul-africano, Jacob Zuma, desistiu nesta quarta-feira de um recurso judicial para impedir a publicação de um relatório sobre corrupção em que se encontra alegadamente envolvido, anunciou o seu advogado perante um tribunal de Pretória.

“Tenho instruções para retirar o recurso”, afirmou Anthea Platt, advogado do Presidente sul-africano no início da audiência, no Tribunal Superior, em Pretória.

A estratégia judicial surpreendeu o tribunal, que se preparava para abordar as acusações sobre o envolvimento do chefe de Estado no alegado favorecimento, através de “influências políticas indevidas”, nos negócios da família Gupta.

Partilhe este Artigo