O grupo parlamentar da UNITA, maior partido da oposição angolana, exige o pagamento de indemnizações e a restituição dos bens das populações recentemente desalojadas pelas autoridades em Luanda, acção que resultou ainda na polémica morte de uma criança.

Em conferência de imprensa, realizada hoje em Luanda, o líder da bancada parlamentar da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), Adalberto da Costa Júnior, exigiu ao Governo angolano o respeito pela vida e dignidade da pessoa humana.

Partilhe este Artigo