ANGOLA. O VII congresso ordinário do MPLA, que hoje começa em Luanda, vai testemunhar a maior bomba política alguma vez vista, nem mesmo na Coreia do Norte, país cuja democracia mais se aproxima da praticada pelo regime angolano.

O Jornal de Angola (órgão oficial do regime) avança hoje – levantando um pouco a ponta do véu – que MPLA é o partido “com mais milhões de militantes filiados”.

De facto, só falta agendar o dia e o porta-voz que deverá anunciar essa bomba política (calcula-se que deverá ser ou Bento Kangamba ou o próprio José Eduardo dos Santos) que passara a constar dos anais das mais modernas e evoluídas democracias do mundo.

E essa novidade é que, para um país que tem um pouco menos que 26 milhões de habitantes, o MPLA tem nesta altura perto de 26 milhões de filiados.

Partilhe este Artigo