ANGOLA. A transportadora aérea angolana TAAG vai passar a voar duas vezes por dia para Portugal, utilizando para tal o novo avião Boeing 777-300 ER, baptizado de “Morro do Moco”, que chegou hoje a Luanda.

Em declarações à agência Lusa à margem da entrega da nova aeronave, o oitavo 777 da frota da companhia de bandeira, três dos quais recebidos desde 2014, o presidente do Conselho de Administração da TAAG, Peter Hill, disse que a nova aeronave, que custou 170 milhões de dólares, vai operar a rota para Portugal.

“Vamos passar a voar duas vezes por dia para Portugal e para isso precisávamos de um segundo avião, que é este. Todos os nossos voos para Portugal serão com este nível de avião, que é muito bom”, afirmou.

Entre outras alterações a partir do final de Outubro, a TAAG passa a voar 11 vezes por semana para Lisboa (mais quatro voos, à tarde), mantendo três para o Porto, com recurso ao “Morro do Moco” e ao “Iona”. Este último é o segundo Boeing 777-300 ER da encomenda de três aeronaves feita em 2012 pelo Estado angolano à construtora norte-americana e que entrou ao serviço em Junho último.

“São dois aviões irmãos que vamos utilizar no serviço para Portugal”, explicou Peter Hill. Segundo a empresa, as rotas para Portugal são as mais lucrativas da TAAG, sendo apresentadas como ‘premium’.

“A TAAG torna-se, neste momento, a líder africana neste modelo de aeronaves e o programa de reestruturação e de reformas na companhia vai continuar, por forma a tornar a TAAG numa empresa rentável, eficiente, eficaz e que preste bom serviço aos passageiros”, destacou o ministro dos Transportes angolano, Augusto da Silva Tomás, presente na recepção da nova aeronave, que viajou directamente dos EUA para Luanda.

Lusa

Partilhe este Artigo