O líder da Renamo, Afonso Dhlakama, enviou uma carta ao Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, respondendo à exigência do Governo de cessação imediata das confrontações militares, informou hoje fonte do maior partido de oposição.

Falando à imprensa momentos após uma reunião da Renamo com os mediadores internacionais das negociações de paz, o chefe da delegação do maior partido de oposição, José Manteigas, disse que está à espera de uma resposta do chefe de Estado moçambicano, escusando-se de avançar pormenores sobre o conteúdo da carta.

“Neste momento, o que podemos dizer é que nós estamos à espera da resposta do Presidente da República sobre o documento que enviámos”, afirmou José Manteigas.

Partilhe este Artigo