ANGOLA. O dirigente da Convergência Ampla de Salvação de Angola (CASA-CE), na Europa, Emmanuel Mayassi, foi assaltado à mão-armada, na manhã de segunda-feira (19 de Setembro), nos arredores da Camama, município de Belas, província de Luanda.

O referido assalto teve lugar na rua da Morgue, no cruzamento desta com a rua 3, em plena luz do dia, por volta das 10h30! Numa acção protagonizada por dois jovens que, segundo algumas testemunhas no local, já o aguardavam. Os dois assaltantes que se faziam transportar numa motorizada de cor preta, poderão ter contado com a cumplicidade de um outro jovem comparsa, que minutos antes abordara o político Emmanuel Mayassi, que saía da casa dos familiares onde se alojara durante dois dias, a fim de trocarem algumas impressões.

Um dos jovens interpelou Mayassi e apontou-lhe, ao peito, uma arma do tipo AKM, que trazia escondida debaixo da camisa. Impotente, o político congelou, enquanto o outro meliante lhe arrancava dos ombros a mochila que carregava, onde estavam o passaporte, cartão de estudante francês, bilhete de identidade de cidadão angolano, cartas bancárias, um Iphone 5, um Galaxy Note 3, além de valores monetários.

Emmanuel Mayassi que, entretanto, já apresentou queixa à Polícia Nacional, pretendia sair de Angola (rumo a França) ainda nesta terça-feira, mas vê-se agora diante de um impasse.

Partilhe este Artigo