ANGOLA. As receitas fiscais petrolíferas angolanas caíram 48 milhões de euros entre Junho e Julho, devido à quebra no volume exportado, mas dois blocos de produção chegaram pela primeira vez aos 50 dólares por barril de crude vendido em 2016.

Segundo dados do Ministério das Finanças compilados pela agência Lusa, Angola exportou em Julho 51.382.155 barris de petróleo, menos 2.682.169 barris face a Junho, a um preço médio de 46,6 dólares (contra a média de Junho de 44,74 dólares), o que totaliza vendas globais de mais de 2,394 mil milhões de dólares (2,14 mil milhões de euros) num mês.

As receitas fiscais com estas vendas ascenderam a 118.311 milhões de kwanzas (637 milhões de euros), descendo à volta de 7%, ou seja, menos 8,7 mil milhões de kwanzas (48 milhões de euros) face a Junho, que foi o melhor mês do ano em receitas totais, com 127.091 milhões de kwanzas (685 milhões de euros).

Partilhe este Artigo