CAVO VERDE. O antigo Presidente da República de Cabo Verde, António Mascarenhas Monteiro, o primeiro chefe de Estado cabo-verdiano democraticamente eleito, faleceu hoje aos 72 anos, vítima de doença prolongada.

Natural de Santa Catarina de Santiago, jurista e magistrado, António Mascarenhas Monteiro foi o primeiro presidente da República de Cabo Verde eleito por voto directo e universal, em Fevereiro de 1991, com o apoio do Movimento para a Democracia (MpD).

Cinco anos depois, em 1992, foi reeleito sem qualquer adversário, de novo com o apoio do MpD.

Formado em Direito pela Universidade Católica de Lovaina, Bélgica, António Mascarenhas Monteiro tinha sido na década de 80 presidente do Supremo Tribunal de Justiça de Cabo Verde.

Anteriormente foi secretário-geral da Assembleia Nacional Popular nos primeiros anos da independência de Cabo Verde.

Em Portugal, foi agraciado com o Grande Colar da Ordem da Liberdade em 1991 e com o Grande Colar da Ordem do Infante D. Henrique, em 2000.

Em Setembro de 2006, aceitou a sua nomeação como enviado especial a Timor-Leste, designado pelo secretário-geral da ONU, Kofi Annam.

Partilhe este Artigo