ANGOLA. O Santuário da Muxima, no município da Quiçama, vive já o ambiente de peregrinação que todos os anos leva milhares e milhares de peregrinos ao maior centro mariano da África subsaariana.

A Peregrinação ao Santuário da Nossa Senhora da Conceição da Muxima decorre, nos dias 3 e 4 de Setembro, sob o lema “Nossa Senhora da Muxima, Mãe da misericórdia, rogai por nós!”.

A Eucaristia solene de abertura vai ser presidida, sábado, às 18H00, pelo Bispo da Diocese de Viana, Dom Joaquim Ferreira Lopes, antecedida de uma outra, às 7H00, do mesmo dia, a ser celebrada pelo Reitor do Santuário, padre Albino Reyes.

O momento mais alto da celebração acontece domingo, às 9H00, com uma Eucaristia de Encerramento, pelo Núncio Apostólico em Angola, Mons Petar Rajic.

A vila de Muxima – que na língua nacional quimbundu significa “coração” – foi ocupada pelos portugueses em 1589. Dez anos depois construíram uma fortaleza e a igreja de Nossa Senhora da Conceição, também conhecida como “Mamã Muxima”.

Tornou-se ao longo dos séculos numa espécie de centro espiritual de Angola, mas também uma local de visita turística, com o rio Kwanza de fundo.

Partilhe este Artigo