ANGOLA. A malária, principal causa de morte por doenças em Angola, provocou este ano 1.282 óbitos só na província de Malanje, entre um total de 31.201 pessoas diagnosticadas, afirmaram as autoridades locais.

Os dados, referentes ao período entre Janeiro e Agosto, constam do comunicado final da V sessão ordinária do governo da província de Malanje.

No documento refere-se que foi recomendada à direcção provincial de saúde o aumento das campanhas de pulverização e de educação sanitária nas comunidades, além da contínua melhoria da prestação dos serviços de saúde à população.

O fornecimento de medicamentos, materiais gastáveis, quites de saúde para parteiras tradicionais e campanhas de vacinação estiveram garantidos no mesmo período, salienta-se no comunicado.

Angola enfrentou na última época chuvosa um surto de malária atípico devido às abundantes chuvas, que provocou apenas nos primeiros meses deste ano um total de 850 mortos em Luanda, em cerca de 400.000 casos registados.

Partilhe este Artigo