BRASIL. O Clacso – Conselho Latino-americano de Ciências Sociais – lançou um livro em que reúne textos de diversas personalidades, de diferentes áreas, contra o que dizem ser um golpe praticado contra a presidente Dilma Rousseff.

A obra “Golpe en Brasil – Genealogía de una Farsa”, editado por Pablo Gentili, secretário-executivo do Clacso, traz contribuições de nomes como Glenn Greenwald, Paulo Kliass, Frei Betto, Adolfo Pérez Esquivel, Luiz Gonzaga Belluzo, Leonardo Boff, João Pedro Stédile, Boaventura de Sousa Santos, o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff.

Os textos foram escritos entre Abril e Junho de 2016 e os autores têm como objectivo – segundo os autores – contribuir para que se compreenda como se prosperou o processo de impeachment contra Dilma e que perspectivas se abrem no “complexo processo de desestabilização da ordem democrática que agora vive o Brasil”.

“Este livro pretende ajudar a compreender o que aconteceu no Brasil, para que possamos lutar e melhor nos organizar para garantir o retorno legítimo de Dilma Rousseff à Presidência da República. Além disso, para que a esquerda possa enfrentar os imensos desafios que esta terrível experiência nos deixa como uma lição”, diz o texto de divulgação da obra.

Partilhe este Artigo