ANGOLA. De acordo com o Observador, o ex-presidente do CDS não gostou de ver Hélder Amaral, dirigente do CDS, a elogiar o MPLA de José Eduardo dos Santos. Com ironia, Ribeiro e Castro sugere Kim Jong-un no próximo congresso centrista.

José Ribeiro e Castro, ex-líder democrata-cristão, não gostou de ver o seu próprio partido a deixar rasgados elogios ao MPLA de José Eduardo dos Santos. Num texto publicado na página pessoal do Facebook, carregado de ironia, Ribeiro e Castro vai sugerindo os próximos partidos irmãos do CDS: depois do MPLA, será então a vez do Partido Comunista de Cuba, do Partido do Trabalho da Coreia do Norte e do Partido Comunista da China, por exemplo.

Recorde-se que a fina flor do entulho da política portuguesa (PS, PSD, CDS e PCP) fez-se representar em Luanda, no congresso do MPLA que reelegeu José Eduardo dos Santos. Aos jornalistas, Hélder Amaral, deputado e dirigente democrata-cristão, acabou por assinalar que CDS-PP e MPLA têm agora “muitos mais pontos em comum”.

O MPLA gostou de ouvir. A fase de ser o regime a perguntar o que pode fazer por eles também não será esquecida pelo Presidente da República, no poder desde 1977 e nunca nominalmente eleito.

E aprendam com o “querido líder” quando ele diz: Sejam audazes, baixem as calcinhas, cumpram com um sorriso e peguem na vaselina… caso necessitem.

Partilhe este Artigo