MOÇAMBIQUE. A organização internacional de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) denunciou hoje ataques de homens armados da Renamo contra hospitais e clínicas no centro de Moçambique.

Um comunicado da HRW refere que elementos da Renamo atacaram pelo menos dois hospitais e duas clínicas, levando medicamentos e equipamento médico.

“Os ataques da Renamo a hospitais e clínicas de saúde ameaçam o tratamento médico de milhares de pessoas em Moçambique. A liderança da Renamo deve parar estes ataques contra instalações de saúde imediatamente”, disse Daniel Bekele, director para a África da HRW, citado no comunicado.

No ataque mais recente referido pela HRW, a 12 de Agosto, uma dezena de homens armados que se identificaram como membros da Renamo entraram na cidade de Morrumbala, na província central da Zambézia, libertaram detidos e saquearam o hospital distrital local.

A HRW denunciou também ataques semelhantes registados em 30 e 31 de Julho nas aldeias de Mopeia, na província da Zambézia e de Maiaca, na província de Niassa.

Partilhe este Artigo