A revisão do Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2016 em Angola vai obrigar a um endividamento público de mais 560,4 mil milhões de kwanzas (3.031 milhões de euros), um aumento de 19,2% face às contas iniciais do Governo.

A informação consta do relatório de fundamentação da revisão do OGE, que surge devido à forte quebra das receitas com o petróleo no primeiro semestre e cuja votação na generalidade, na Assembleia Nacional, está já agendada para 15 de Agosto.

De acordo com o documento, as receitas fiscais (excluindo endividamento) descem 0,8% com esta revisão das contas públicas, dos actuais 3,514 biliões de kwanzas (19 mil milhões de euros) para 3,484 biliões de kwanzas (18,8 mil milhões de euros).

Partilhe este Artigo