MOÇAMBIQUE. A Polícia da República de Moçambique anunciou hoje que as Forças de Defesa e Segurança moçambicanas vão continuar a desmantelar posições e bases da Renamo, visando eliminar focos de presença de homens armados do principal partido de oposição.

Falando em conferência de imprensa de balanço semanal da actividade policial, o porta-voz do Comando Geral da Polícia da República de Moçambique, Inácio Dina, afirmou que a tomada nos últimos 15 dias de bases da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) nas províncias da Zambézia, centro do país, e de Nampula, norte, visa a remoção do braço armado do principal partido de oposição.

“As Forças de Defesa e Segurança moçambicanas vão continuar a desmantelar as posições e bases da Renamo até que não haja nenhuma ameaça à ordem e segurança pública”, afirmou Inácio Dina.

É uma estranha forma de pugnar pela paz. Mas a Frelimo lá saberá o que está a pretender fazer. Se a esta estratégia se juntar os assassinatos cirúrgico de dirigentes da Renamo, não será difícil prever que muitos inocentes também vão morrer.

Partilhe este Artigo