ANGOLA. Nas noites de 4 e 5 de Setembro, na região de Buco-Zau, em Macumeni, junto à povoação de Banga, na proximidade da fronteira com o Congo Brazzaville, uma coluna de 3 veículos do exército angolano foi alvo de uma emboscada das forças da FLEC/FAC.

Na operação, 12 militares angolanos morreram, dos quais 3 oficiais, e 35 foram feridos estando actualmente no Hospital Militar de Cabinda.

O Alto Comando Militar das Forças Armadas de Cabinda (FAC) insta os profissionais da comunicação social em Cabinda para verificarem a presença dos 35 feridos das Forças Armadas Angolanas no Hospital Militar de Cabinda, antes que os mesmos sejam transferidos para Angola de forma a permitir ao chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas, Geraldo Sachipengo Nunda, continuar a desmentir a ocorrência de combates em Cabinda, negando os mortos e feridos angolanos.

Partilhe este Artigo