ANGOLA. Em comunicado enviado ao Folha 8, as Forças Armadas Cabindesas (FAC) afirmam que “deixaram voluntariamente passar a caravana do Chefe do Estado Maior General das FAA, general Geraldo Sachipengo Nunda, no Mayombe, na Aldeia de Vito Nova e Caio Nguembo”.

“Na verdade, durante o dia de ontem por voltas das 10h o general Nunda foi para Buco Zau e Belize sem fazer qualquer anúncio sobre o objectivo desta visita surpresa”, diz o comunicado assinado pelo Comandante Sérgio Luís Bumba.

A FLEC acrescenta: “As nossas tropas que estiveram de guarda emboscados na mesma área foram surpreendidos ao ver sentados lado a lado na mesma viatura, o general Henrique Futi, Chefe da Casa Militar em Cabinda e o general Nunda, protegido por uma coluna militar de viaturas com militares bem armados e com protecção de dois helicópteros”.

O comunicado diz ainda que o general Nunda foi depois “almoçar no Palácio da Governadora, cercado e vigiado por centenas de soldados fortemente armados”.

Acrescenta a FLEC que “o governo angolano prossegue com as mentiras e manipulações mediáticas como arma de propaganda numa tentativa de negar a existência de combates no território de Cabinda e propagar a confusão sobre a situação real no território de Cabinda”.

Partilhe este Artigo