ANGOLA. Um grupo de angolanos que se dedicava ao fabrico de armas de fogo de tipo caçadeira, foi apresentado hoje, sexta-feira, na vila do Cuimba, província do Zaire, à imprensa, pelo Comando municipal da Polícia Nacional.

Na ocasião, foram também apresentadas 80 armas de fogo de fabrico artesanal que se encontravam na posse dos três elementos afectos a este grupo.

O comandante municipal do Cuimba da Polícia Nacional, intendente Manuel Justino Kinito, disse em declarações à imprensa que a detenção destes elementos, recentemente regressados da RDCongo, resulta de uma micro-operação realizada pelas forças da ordem no princípio deste mês de Setembro, nos bairros periféricos da vila.

Os fabricantes de armas disseram aos jornalistas que já praticavam a actividade desde 1980 a partir da República Democrática do Congo onde se encontravam refugiados, e em Angola desde 2013.

A sede municipal do Cuimba dista 62 quilómetros a nordeste da cidade de Mbnaza Congo e conta com uma população de 69 mil e 194 habitantes, distribuídos em quatro comunas: Buela, Luvaka, Serra da Kanda e Sede.

A localidade é fronteiriça com a República Democrática do Congo, através das comunas de Luvaka e Buela.

Partilhe este Artigo