ANGOLA. Novidade das novidades. O mundo parou. Então não é que o VII congresso ordinário do MPLA reelegeu, hoje, em Luanda, José Eduardo dos Santos Presidente do partido?

Toquem os sinos. Não sabemos em rigor com que percentagem o “querido líder” e “escolhido de Deus” foi eleito. Mas não custa a acreditar que tenha tido bem mais do que 100% dos votos…

É certo que era o único candidato à presidência do partido. Mesmo assim, nas democracias evoluídas como é a de Angola, da Coreia do Norte ou da Guiné Equatorial, não havia a certeza de que seria o vencedor.

Na sua primeira reunião, o Comité Central do MPLA, sob proposta do Presidente eleito, vai eleger (ou seja, escolher os que o “querido líder” mandar) os órgãos dirigentes do partido, designadamente o vice-presidente, o Bureau Político e o respectivo Secretariado.

Nascido em Luanda, a 28 de Agosto de 1942, José Eduardo dos Santos foi indicado Presidente do MPLA pelo Comité Central a 20 de Setembro de 1979, com a morte de António Agostinho Neto. Desde então soma êxitos na liderança de um partido que está no poder desde 1975.

Entre esses êxitos que o tornaram, segundo os seus acólitos, no estadista mais renomado em África e no mundo, consta ter colocado Angola na liderança dos países mais corruptos do mundo e no país com a maior taxa de mortalidade infantil.

Parabéns, Presidente!

Partilhe este Artigo