CABO VERDE. Os correios de Cabo Verde vão homenagear as vítimas do atentado terrorista de há um ano em Paris com o lançamento de um selo alusivo à actuação de Cesária Évora na sala de espectáculos Bataclan.

O selo e o bloco de notas “Cesária Évora et le Bataclan” foram oficialmente hoje, na cidade da Praia, numa parceria entre a Embaixada francesa e os Correios de Cabo Verde.

A emissão insere-se no projecto de emissões filatélicas comemorativas dos 40 anos de cooperação com Cabo Verde, iniciado em 2015, explicam os Correios de Cabo Verde em nota, lembrando que as relações com a França remontam aos anos 70.

“O tema escolhido para o selo e bloco ‘Cesária Évora et le Bataclan’ faz justiça ao expoente máximo e principal embaixadora cultural de Cabo Verde, Cesária Évora, que teve França como o palco que a catapultou para as luzes da ribalta internacional”, acrescenta-se na nota.

A edição pretende “ser igualmente uma homenagem às vítimas do hediondo atentado, ocorrido a 13 de Novembro de 2015, na emblemática sala de espectáculos “Le Bataclan”, onde a artista fez a sua primeira actuação em 1995″.

A imagem do selo e do bloco é da autoria do artista plástico cabo-verdiano Leão Lopes.

Na famosa sala de concertos, que reabriu no sábado passado, morreram 90 pessoas assassinadas por extremistas do grupo Estado Islâmico, que a 13 de Novembro de 2015 desencadeou uma série de ataques na capital francesa, fazendo no total 130 vítimas mortais.

Partilhe este Artigo