ANGOLA. O Presidente da República foi hoje confrontado com a reprovação dos deputados da UNITA durante o seu discurso sobre o Estado da (sua) Nação.

Quando falou de um país com paz e justiça social os deputados da UNITA mostraram-lhe o cartão vermelho; quando afirmou a baixa dos preços dos bens essenciais e a valorização do salário, voltou a ver o cartão vermelho; quando afirmou ganhos na saúde, na educação e no aumento do índice do desenvolvimento humano (não estaria certamente a falar de Angola!), voltou a ver o cartão vermelho dos deputados da UNITA.

Mas o caricato foi o corte geral de energia em toda a cidade de Luanda, no momento em que o Presidente dos Santos afirmou a melhoria na distribuição da energia!!!…

Num momento em que o país vive uma enorme crise económica, social e política, numa altura em que o regime não dialoga, quando o Grupo Parlamentar do MPLA se nega a trabalhar com os outros Grupos Parlamentares apesar de terem votado por consenso leis para a realização de eleições;

Quando atentados a deputados continuam impunes; quando se continua a demolir casas com licenças de construção e matam crianças que defendem os seus lares…

Quando se está a forçar um registo eleitoral, sem qualquer transparência, quando meia dúzia dos membros do topo do regime têm mais dinheiro que a divida pública do país, então o grupo parlamentar da UNITA só, dizem, poderia exibir o cartão vermelho ao Executivo de José Eduardo dos Santos.

Partilhe este Artigo