ANGOLA. O intercâmbio comercial entre Angola e o Brasil foi de apenas 680 milhões de dólares em 2015, contra 2.400 milhões registados no ano anterior.

Os dados são do Relatório da Comissão das Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal do Brasil, que apreciou a indicação de Paulino Franco de Carvalho Neto para exercer o cargo de embaixador do Brasil em Angola.

De acordo com o documento, a redução é “parcialmente” explicada pela queda do preço do petróleo no mercado internacional e a consequente crise económica no país africano. Entre 2002 e 2008 o comércio bilateral cresceu mais de 20 vezes.

Embora o Brasil seja o nono maior parceiro comercial de Angola (5º maior exportador e 11º maior importador), a sua participação no comércio exterior do nosso país ainda é modesta.

As importações brasileiras correspondem a apenas 1,7 por cento das exportações angolanas, enquanto as exportações brasileiras a apenas 4,8 porcento das importações de Angola.

Partilhe este Artigo