O Bloco Democrático declara apoio à manifestação cívica de 26 de Novembro e pede aos seus membros, bem como ao Povo angolano, aos partidos da oposição e aos militantes do MPLA que se juntem no Largo de Independência. Eis, na íntegra, o comunicado do Bloco Democrático.

“A ngolana, angolano, família angolana, como sabemos, cidadãos da sociedade civil organizaram esta manifestação pacífica de dia 26 de Novembro, próximo sábado 15H00 no Largo da Independência. Uma manifestação que é justa, que faz todo o sentido. Esta é a hora do basta! Esta é a hora da união fazer a força! Compete à sociedade civil tomar medidas!

Esta manifestação pacífica é um apelo por membros da sociedade civil para que toda Angola se mobilize para dizer basta à presença de filhos do actual titular da presidência, em cargos públicos:

– Filhos de JES controlam a TPA 2 (empresa pública)
– Filho de JES controla o Fundo Soberano (Fundo público)
– Filha de JES controla a Sonangol (empresa pública)

A lei não permite isto. Existe mesmo uma lei chamada lei probidade, que explica muito bem que José Eduardo dos Santos não pode enviar os seus filhos ou outros parentes para esses cargos públicos.

Quando dizemos público, estamos a querer dizer que estes são pertença de todos os angolanos, e assim existe lei para decidir quem vai gerir. Existe também a ética, que deve ser sempre superior à lei e que nos diz que há coisas que não são para fazermos, mesmo que tenhamos o poder de violar a lei ou contornar a lei. É preciso defendermos o primado da lei! Ninguém está acima da lei!

As instâncias judiciais foram chamadas a responder e até agora nada. Angola é um Estado de Direito. Estado somos todos nós, com todo o nosso trabalho e todas as leis. Quando dizemos Estado de Direito, estamos a querer dizer que Angola é uma terra onde a lei é o mais importante. Quando até o presidente viola as leis então o Estado de Direito está em perigo, significa que a nossa terra está a ficar sem lei. É preciso defendermos o primado da lei!

Assim sendo, o povo angolano é quem manda e tem que fazer ouvir a sua voz para haver um basta na violação da lei de Angola.

O Bloco Democrático, como sempre declara o seu total apoio a esta manifestação pacífica e lá estaremos, de peito aberto, ombro a ombro, com todos. Vamos com a nossas músicas, com a nossa fé, com a nossa alegria, pois marchamos para a liberdade.

Pedimos a angolana, ao angolano, vamos lá, compareça, a sua presença faz falta. A união faz a força.

Não podemos deixar de apelar a todos os partidos políticos da oposição e aos seus militantes, para que não fiquem parados, venham todos à manifestação, que se mobilizem pois todos somos angolanos, a união faz a força.

Apelamos também a todos os militantes do MPLA para qe se juntem a nós nesta manifestação, pois o sofrimento não escolhe cor partidária, se mobilizem venham para irmos todos juntos, a união faz a força.

Vamos todos, pois esta é a nossa terra mãe, uma Angola sem lei vai ser o sofrimento para todos, temos que dizer basta às violações da lei!

Todos, Dia 26 de Março, no Largo da Independência 15H00, passe esta mensagem, a união faz a força, mobilize desde o seu bairro, desde a sua rua, desde o seu local de trabalho, e depois juntos se dirijam para o Largo da Independência 15H00. A união faz a força.”

Partilhe este Artigo