MOÇAMBIQUE. Um dos membros da Renamo nas negociações de paz e do Conselho de Estado de Moçambique, Jeremias Pondeca, foi assassinado no sábado em Maputo, informou o porta-voz do maior partido de oposição.

“A polícia confirmou que o seu corpo foi encontrado ontem por volta das 07:00, mas só foi identificado hoje”, disse à Lusa António Muchanga, referindo que o ex-deputado foi atingido por várias balas.

O porta-voz da Renamo disse que Jeremias Pondeca saiu de casa na madrugada de sábado, com destino à praia da Costa do Sol, para fazer os habituais exercícios matinais, mas nunca mais voltou.

Preocupado com o seu desaparecimento, prosseguiu Muchanga, a família contactou as autoridades, que só conseguiram identificar o corpo na manhã de hoje na morgue do Hospital Central de Maputo.

“Pensamos que estamos a negociar e temos este tipo de situações”, lamentou o porta-voz da Renamo, numa alusão aos trabalhos da comissão mista do partido de oposição e do Governo moçambicano, que procuram um entendimento para encerrar a crise política e militar no país.

Após um interregno de uma semana, as negociações de paz são retomadas na segunda-feira na presença dos mediadores internacionais.

Partilhe este Artigo