Angola foi em Julho, pelo quinto mês consecutivo, o maior produtor de africano de petróleo, com 1,782 milhões de barris de crude por dia, acima dos 1,508 milhões de barris diários da Nigéria, cuja produção voltou a cair.

A informação, que resulta de fontes secundárias, consta do relatório de Julho da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP), consultado hoje pela Lusa, e reflecte uma diminuição na produção angolana de 3.800 barris diários, face ao mês de Junho.

A enfrentar problemas com grupos armados que comprometem as operações petrolíferas, a Nigéria, que começou 2016 a liderar com 1,853 milhões de barris diários (contra os 1,742 milhões de Angola), viu a produção descer até aos 1,444 milhões em maio, o valor mais baixo do ano, segundo a OPEP.

Partilhe este Artigo