LÍNGUA. A directora executiva do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), Marisa Mendonça, mostrou-se hoje confiante na conclusão da sistematização do vocabulário angolano para o juntar ao Vocabulário Ortográfico Comum.

“Neste momento, o que sabemos é que Angola está a trabalhar para a construção do seu vocabulário nacional. Temos estado permanentemente em contacto com a Comissão Nacional de Angola e estamos a guardar essa informação (data de entrega do trabalho), mas sabemos que há cerca de dois anos que Angola já está a trabalhar na preparação do seu vocabulário”, afirmou Marisa Mendonça, à margem do Congresso Internacional sobre Educação, Língua Portuguesa e Excelência do Ensino em Angola, que decorre em Luanda.

Depois de concluído o levantamento do vocabulário nacional de Angola, a lista será incluída no Vocabulário Ortográfico Comum da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Em declarações à agência Lusa, a moçambicana Marisa Mendonça disse que a plataforma junta já os vocabulários ortográficos nacionais do Brasil, Portugal, Moçambique, Cabo Verde e Timor-Leste.

Segundo Marisa Mendonça, os vocabulários disponíveis são a congregação de palavras específicas de cada um dos Estados-membros, incluindo empréstimos das línguas nacionais à Língua Portuguesa.

A par de Angola continuam a trabalhar na elaboração do vocabulário ortográfico nacional a Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe.

A responsável frisou que Angola foi um dos países que ofereceu apoio financeiro para a criação do projecto.

Marisa Mendonça referiu que o trabalho tem carácter permanente, tendo em conta a dinâmica da língua, e a sua apresentação é gradual, face às assimetrias dos países.

“Este projecto contemplou na sua fase inicial a preparação de equipas nacionais, Angola também participou desses ciclos de formação que já foram feitos há alguns anos, de maneiras que nós tentamos gerir e tentamos pressionar é para que esses trabalhos sejam culminados, pelo menos uma fase que permita instalar já na plataforma o vocabulário nacional, porque é um trabalho imenso, é um trabalho permanente”, sublinhou.

Para o congresso, a representação do IILP vai apresentar o tema “A Língua Portuguesa: uma língua a várias vozes”, no qual vão ser abordadas as linhas gerais daquele órgão da CPLP e os principais projectos em execução, nomeadamente o Vocabulário Ortográfico Comum da comunidade lusófona.

Fonte: Lusa

Partilhe este Artigo