ANGOLA. O (ainda) governador de Luanda, general Higino Lopes Carneiro, apelou hoje aos cidadãos maiores de 18 anos para se cadastrarem e participarem activamente nas eleições de 2017.

O general declarou que as condições para o êxito do processo de registo eleitoral estão preparadas e são publicamente constatáveis, na capital do país.

Na cerimónia, o Chefe de Estado (nunca nominalmente eleito), José Eduardo dos Santos, e a primeira-dama, Ana Paula dos Santos, procederam à actualização dos seus dados, simbolizando o arranque do processo que, mais uma vez, levará a que nas eleições previstas para 2017 seja possível haver em alguns círculos eleitorais mais votos do que eleitores.

Por seu turno, o presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, encorajou os cidadãos a cumprirem com o dever de registo e actualização de dados, tendo em vista o bem da democracia. Sendo que democracia é, no caso, votar no MPLA.

Mas também se não votarem no MPLA não há problema. A “máquina” reconhece quem vota por engano nos partidos da oposição e faz a conversão correcta. Isto é, passa esses votos para o sítio certo, o MPLA.

Já o procurador-geral da República, João Maria de Sousa, disse que “foi um bom começo a actualização do Registo Eleitoral dos cidadãos que já têm o cartão eleitoral e a presença do Chefe de Estado vem dignificar o acto”.

Partilhe este Artigo