As exportações portuguesas para Angola crescerem 49,8% no terceiro trimestre de 2014, em termos homólogos, valendo 1,4 mil milhões de euros, segundo o mais recente relatório do Instituto Nacional de Estatística (INE) angolano sobre o comércio externo.

D e acordo com o documento, Portugal exportou para Angola, entre Julho e Setembro de 2014, bens e serviços no valor de 171.513 milhões de kwanzas (cerca de 1,4 mil milhões de euros).

Este volume corresponde a uma quota do mercado das importações angolanas de 14,7%, à frente de países como a China (12,6%), Singapura (11,4%), EUA (8,8%), Emiratos Árabes Unidos (5,5%) e Brasil (5,1%).

No mesmo período, mas de 2013, as exportações portuguesas para Angola, ainda segundo o INE angolano, ascenderam a 114.512 milhões de kwanzas (933 milhões de euros, à taxa de câmbio actual).

Máquinas, equipamentos industriais, viaturas, produtos alimentares e até combustíveis figuram entre os principais produtos importados, globalmente, por Angola.

Já as vendas angolanas ao exterior continuam a ser lideradas pela China, o maior destino do petróleo angolano, principal produto da exportação angolana, segundo o mesmo relatório.

As exportações angolanas negociadas com Pequim representaram 49,5% do total, aumentando para um volume de 748.576 milhões de kwanzas (6 mil milhões de euros) no terceiro trimestre de 2014.

Na estrutura dos principais destinos das exportações de Angola seguem-se países como Espanha (6,2%), Índia (5,6%), Estados Unidos da América (5,5%) e França (5,1%). Portugal, segundo estes dados do INE, é apenas o 11º destino das exportações angolanas, com uma quota de 2,4% do total, tendo importado 36.656 milhões de kwanzas (298 milhões de euros).

Partilhe este Artigo