A direcção político-militar da FLEC/FAC, “rejeita a prisão a seis anos de activista José Marcos Mavungo e requer a imediata e incondicionalmente todos os outros prisioneiros de lançamento políticas de Cabinda”.

E is o comunicado da FLEC/FAC, assinado pelo seu porta-voz, Jean-Claude Nzita: “A FLEC/FAC, espera que o Secretário de estado americano John Forbes Kerry, imediatamente necessário para o governo angolano, a cessação da violência contra a população de Cabinda, no departamento de estado dos Estados Unidos para tomar as necessárias medidas a aplicar o artigo 2 da Declaração Universal dos direitos humanos.

FLEC/FAC, perguntou para o americano Secretário de Estado John Forbes Kerry exigir a liberdade do governo angolano de circulação para a mídia, jornalistas, mídia, etc… sobre o território de Cabinda, para que eles podem ver o que está acontecendo lá. Em outras palavras, o livre acesso aos territórios ocupados tem toda a imprensa internacional, que está longe de ser o caso no momento.

A FLEC/FAC, solicitar que a secretária de estado norte-americana, é firme e urgente pressão sobre o governo angolano a aceitar a abertura do diálogo com a FLEC/FAC de liderança política

Só uma solução negociada e global pode trazer uma paz duradoura e estabilidade em Cabinda.”

Partilhe este Artigo