O novo centro comercial do Kinaxixi, emblemática praça do centro de Luanda, cuja construção está a cargo da portuguesa Somague, vai disponibilizar 220 lojas e sete salas de cinema, num projecto global avaliado em 883 milhões de euros.

O s números, agora revelados, constam de um contrato entre o grupo responsável pelo empreendimento Kinaxixi e a Agência Nacional de Investimento Privado (ANIP), de 05 de Janeiro, prevendo a atribuição de apoios públicos.

Em adiantada fase de construção, o empreendimento prevê um investimento privado global de 1.041 milhões de dólares (883 milhões de euros), composto por três torres, duas das quais com 25 pisos, e um centro comercial com 220 lojas, supermercado, restaurantes, espaços de lazer, farmácia, um espaço cultural para eventos.

Ainda de acordo com a informação que consta do contrato de investimento, a inauguração do centro comercial do Kinaxixi está prevista para o terceiro trimestre deste ano, enquanto as torres, de escritórios e habitação, deverão estar concluídas no primeiro semestre de 2016.

Envolvendo uma área total de construção de 300 mil metros quadrados, serão também instaladas sete salas de cinema e vários bares, perspectivando-se a criação de 1.200 postos de trabalho no centro comercial e mais 2.500, de forma indirecta.

No âmbito do contrato com a ANIP, ao abrigo da Lei do Investimento Privado e também aprovado este mês por despacho presidencial, o projecto beneficiará da redução e isenção de vários impostos, durante os próximos anos.

A construção do empreendimento está a cargo da portuguesa Somague, segundo contrato de 2011 no valor de cerca de 100 milhões de euros. Deverá contribuir com um valor acrescentado bruto anual, para o sector, de mais de 106 milhões de euros.

Partilhe este Artigo