As fortes chuvas que caíram em Luanda nas últimas horas provocaram um morto e desalojaram mais de 400 famílias, além do desabamento de 137 casas, informou hoje o governo da província da capital.

O s dados foram conhecidos após reunião da comissão de protecção civil do Governo Provincial de Luanda, na sequência das chuvas registadas de segunda para terça-feira na capital e que provocaram várias inundações, afectando ainda 4.250 residências, nomeadamente em Viana, Cazenga e Belas.

As consequências do temporal fizeram-se sentir ainda num trânsito mais caótico do que o habitual em Luanda, com ruas totalmente intransitáveis e filas de várias horas em diversos pontos da capital ao longo de todo o dia de hoje.

De acordo o vice-governador provincial para a área Técnica, Agostinho da Silva, o problema deveu-se sobretudo a “grandes bacias que transbordaram”, mas também pelo facto destas construções informais terem sido edificadas em áreas de risco.

Para minimizar os efeitos das chuvas e “resolver problemas pontuais” foram já distribuídos meios de apoio à população, antes de “intervenções definitivas”, que só serão “atacados depois das chuvas”, indicou ainda aos jornalistas Agostinho da Silva.

Partilhe este Artigo