Em comunicado, o Bloco Democrático diz que “tomou conhecimento que se prepara para o dia 29 do corrente mês uma manifestação pública para exigir o fim da repressão e da violência de que têm sido vítimas alguns jovens, alguns dos quais actualmente presos”.

O Bloco Democrático acrescenta que “sabe que, para tal, os organizadores da manifestação comunicaram a sua pretensão aos órgãos competentes (Governo de Luanda), em carta assinada. Não faz, pois, qualquer sentido que lhes seja negado o exercício de um direito garantido na própria Constituição da República”.

Assim sendo, “o Bloco Democrático apela às autoridades e, em especial, ao Chefe do Executivo, José Eduardo dos Santos, que seja garantido o direito de manifestação pública a todos os angolanos, independentemente da sua filiação política e partidária. É preciso e urgente abrir a porta ao diálogo e pôr fim à repressão cega e sem sentido!”

Partilhe este Artigo