Angola proibiu a importação de frango cru congelado de uma marca belga após alerta da Direcção-Geral de Saúde e Consumidores da União Europeia para a contaminação por salmonelas.

D e acordo com um despacho do ministro da Agricultura, Afonso Canga, a medida aplica-se à marca Pluvera e terá um carácter “temporário”. É justificada por se tratar de uma “situação de alto risco para a saúde dos consumidores”.

“Havendo necessidade de se interditar a entrada do referido produto no país, por forma a proteger a saúde dos consumidores”, lê-se ainda no mesmo despacho.

O Instituto dos Serviços de Veterinária (ISV) angolano ordenou a 01 de Outubro a retirada do mercado de dois lotes de frango congelado provenientes da Bélgica que acusaram presença de salmonelas.

Segundo uma nota divulgada na altura pelo Ministério da Agricultura, o ISV foi notificado a 12 de Setembro por um alerta da Direcção-Geral de Saúde e Consumidores da União Europeia para a “contaminação por ‘Salmonella Enteritidis’ em frangos crus congelados”.

Recordando o “risco que a salmonelose representa para a saúde pública”, o ISV determinou na altura a retirada do mercado – e respectiva destruição – dos dois lotes identificados.

De forma a cumprir a proibição de importação deste produto, o despacho agora publicado determina que as estruturas do Estado vocacionadas para o efeito “devem intensificar as medidas de policiamento e controlo sanitário em todos os portos, aeroportos, postos fronteiriços e estabelecimentos comerciais”.

Partilhe este Artigo