A Associação Regional das Universidades da África Austral (SARUA) lançou a 16 de Fevereiro de 2015 um Convite a Manifestações de Interesse (CMI) na participação da Rede de Inovação Curricular da SARUA (SCIN).

E sta é a primeira de quatro redes previstas de instituições do ensino superior a serem criadas na região da SADC, na sequência da publicação do estudo de identificação das alterações climáticas levado a cabo pela SARUA em Agosto de 2014.

A SCIN vai iniciar as suas actividades com um projecto de dois anos visando desenvolver um programa de estudos e software educacional regionais para um Mestrado em Alterações Climáticas e Desenvolvimento Sustentável. Isto faz parte de um objectivo a prazo mais longo de estabelecer um fórum estruturado para colaboração, comunicação e troca de informações sobre os temas da inovação curricular e do desenvolvimento resistente às alterações climáticas na região da SADC.

O Convite a Manifestações de Interesse não se aplica apenas a universidades membro da SARUA, mas convida também os governos, a sociedade civil, o sector privado e particulares que pretendam partilhar as actividades da rede a manifestarem o seu interesse. Foram definidas quatro categorias de participação:

– Consórcios Universitários para Desenvolvimento do Programa: Universidades na SADC que estejam interessadas em desenvolver os módulos curriculares do Mestrado e o respectivo software educacional. A universidade principal do consórcio deve ser membro da SARUA.

– Universidades Participantes: Universidades da SADC, faculdades, escolas e centros que estejam interessados em personalizar o software educacional depois deste ser desenvolvido com vista a oferecer um Mestrado em Alterações Climáticas e Desenvolvimento Sustentável, ou em disponibilizar recursos para apoiar o consórcio para desenvolvimento do Programa.

– Intervenientes Externos: Governos, intervenientes de organizações sem fins lucrativos ou do sector privado e educadores que pretendam participar na SCIN através da troca de informações e da comunicação sobre as alterações climáticas no ensino terciário.

– Contribuidores Individuais: Investigadores, académicos e especialistas individuais com interesse específico no desenvolvimento curricular sobre alterações climáticas e/ou ensino terciário, que pretendam contribuir para a troca de informações, ou dela beneficiar, no âmbito da SCIN.

Segundo Piyushi Kotecha, Director Executivo da SARUA, a decisão de concentrar esforços num programa de estudos para um Mestrado preenche uma lacuna importante identificada no estudo de identificação: “A investigação anteriormente realizada pela SARUA demonstrou uma escassez de doutorados africanos que possam ser a próxima geração de supervisores, cientistas e peritos em definição de políticas. Ao desenvolver um programa de estudos para um Mestrado regional, a SARUA aborda um ponto crucial a nível de inovação curricular que irá introduzir novas formas de ensino, apoiar a co-produção de conhecimento e produzir licenciados com uma visão mais abrangente sobre a resposta a dar aos desafios existentes em termos do desenvolvimento resistente às alterações climáticas da região.”

Embora a atenção a curto prazo se centre na selecção de um consórcio de universidades na SADC que irão desenvolver o programa de estudos do Mestrado e o respectivo software educacional, a SARUA prevê também uma interacção regular com os participantes da SCIN através da comunicação dos progressos registados, de convites a eventos e da promoção do diálogo entre os especialistas de currícula e os investigadores das alterações climáticas.

Solicita-se às partes interessadas que pretendam participar na SCIN que descarreguem os documentos do CMI do website da SARUA em www.sarua.org. O prazo de envio, por email, das candidaturas completas à SARUA é sexta-feira 20 de Março de 2015 às 16h00 (Hora da África Central).

Partilhe este Artigo