O CDC – Center for Disease Control, organismo norte-americano responsável pela gestão de doenças e calamidades lançou um documento oficial declarando que a vacina em preparação para o vírus do Ébola só vai funcionar em pessoas brancas.

Esta declaração vem assim reforçar as suspeitas daqueles que têm vindo a dizer que o Ébola tem sido manipulado para produzir os efeitos que está a ter, revelando a sua natureza diabólica como a origem da raiz do problema em todo o mundo… ou, para aqueles desconfiam das intenções do CDC, lança-se a pergunta: por que querem especificamente vender esta “vacina de Ébola” aos brancos? Para muitos, confiar no CDC pode vir a ser um erro fatal.

Num trecho da declaração o CDC afirmou:

“Os primeiros testes de uma droga experimental, que irá combater eficazmente a propagação do Ébola, provaram ser bem sucedidos apenas em pessoas com pele branca — estamos a trabalhar diligentemente para melhorar a amostra para ser capaz de ajudar a todos aqueles que estão em necessidade.”

A vacina do Ébola, que vem sendo desenvolvida pela Thomas Smith Charles em conjunto com o BIP, começou uma fase de testes. A vacina usa uma cepa de um vírus da constipação do macaco do Nilo, para entregar material genético benigno da estirpe oeste-africana do Ébola. O material genético, dado que o paciente não é capaz de replicar, não coloca praticamente nenhum risco para a saúde. A amostra, em vez disso, fortalece o sistema imunológico para combater o vírus. Se for bem sucedida, o multivirus tipo 5 poderia parar a propagação do Ébola.

De acordo com o CDC, o teste da vacina do Ébola foi realizado em 200 pessoas, mas só provou ser eficaz para aqueles com pele branca. Alguns cientistas acreditam que altos níveis de melanina podem estar a afectar de alguma maneira a amostra.

Muitos cidadãos mostraram estranheza quando dois americanos brancos foram levados para o Hospital de Emory, em Atlanta, e foram curados da doença mortal, enquanto em África continuam a morrer. Os teóricos da conspiração acreditam que o governo norte-americano tem a cura para a doença, mas não tem planos para a distribuir aos africanos.

Um membro do Twitter, que atende pelo @Sidney_Bingham escreveu: “O Ébola foi uma doença incurável quando matava os africanos às centenas, mas agora que duas pessoas brancas contraíram [o vírus] de repente há uma cura.”

Outro utilizador, @J_Nuclear escreveu: “O Ébola semeia morte em África… agora quando as pessoas brancas começam a contrair, de repente uma cura experimental sai.”

Fonte: Newsnerd

Partilhe este Artigo