Deputados do Grupo Parlamentar da UNITA visitaram na manhã de terça-feira, a jovem Laurinda Manuel Gouveia, que no dia 22 de Novembro foi vítima de torturas físicas e psicológicas por agentes da Polícia Nacional do regime, durante uma manifestação pacífica, em Luanda.

A visita teve por objectivo constatar o estado em que se encontra a jovem activista cívica, cujas marcas da repressão policial são visíveis nos seus membros inferiores e no rosto.

Os deputados quiseram manifestar a sua solidariedade com a vítima e deixaram a promessa de levarem ao Parlamento dados sobre este episódio para que a 10ª Comissão da Assembleia Nacional e a Procuradoria-Geral da República tomem medidas de responsabilização dos infractores e se respeitem os direitos constitucionalmente consagrados.

Laurinda Gouveia que agradeceu o gesto, denunciou as ameaças de que foi alvo por parte dos agentes da corporação, segundo as quais se continuar a viver no Kassenda lhe será dado um sumiço.

A Delegação de Deputados foi Chefiada pelo Presidente do Grupo Parlamentar da UNITA, Raúl Manuel Danda, na companhia dos deputados Adalberto Costa Júnior, Miraldina Jamba, Albertina Ngolo e Mihaela Webba Kopumi.

Recorde-se que a jovem Laurinda Gouveia foi espancada numa altura em que se assinalam os 16 dias de luta contra a violência doméstica.

Partilhe este Artigo