Depois de participar da reunião anual da Internacional Democrática do Centro – IDC – África, a delegação da UNITA, chefiada por Isaías Samakuva e que integra os deputados Alcides Sakala e Adalberto Costa Júnior, regressou à Europa, para dar seguimento à digressão diplomática iniciada a 31 de Outubro.

A ssim, a comitiva da UNITA chegou a França no dia 10 de Novembro e levou a cabo várias actividades que incluíram encontros com jornalistas e com a direcção da comunidade angolana em França, tendo a ocasião sido aproveitada para uma análise sobre o processo político nacional e da situação dos angolanos na Diáspora e em França em particular.

No dia 11 de Novembro, o líder da UNITA e a sua delegação realizaram um importante encontro no centro de Paris com angolanos vindos de diversos pontos de França, no quadro das celebrações do dia da independência nacional. O encontro proporcionou uma reflexão sobre a situação política angolana, tendo o Presidente Isaías Samakuva auscultado as ansiedades e expectativas dos angolanos em França.

Na mensagem transmitida na ocasião, os membros da comunidade angolana em Paris regozijaram-se com a presença de Isaías Samakuva em França, realçando que os ataques e insultos em consequência de uma cultura anti-democrática de quem não consegue conviver na diferença de alguns dirigentes do partido no poder, não vão parar os ventos de mudança que sopram – disseram – cada vez mais fortes.

Para os angolanos em França, a agressividade desses dirigentes do regime são sinais de desorientação e desespero que se apoderou do MPLA face às vitórias que a UNITA tem obtido no plano interno e externo.

Os membros da UNITA em França reafirmaram a sua determinação em continuar a dar a sua contribuição à luta pela democracia em Angola, para a promoção de uma verdadeira reconciliação nacional, justiça social e respeito pelos direitos humanos e poderem ser considerados filhos da mesma pátria – Angola.

Partilhe este Artigo