A União Europeia doou hoje 20 milhões de euros ao Governo da Guiné-Bissau naquilo que o ministro da Economia e Finanças guineense, Geraldo Martins, disse ser o mais importante apoio financeiro recebido pelo executivo de Bissau.

É”o mais substancial apoio financeiro que este Governo recebeu desde que está em funções”, disse Geraldo Martins que acredita no “efeito catalisador” da ajuda europeia perante os demais parceiros da Guiné-Bissau.

A convenção do financiamento foi assinada hoje por Geraldo Martins e pelo representante da União Europeia na Guiné-Bissau, Joaquim Gonzalez-Ducay na presença de alguns diplomatas europeus.

O ministro da Economia e Finanças afirmou que o financiamento, repartido em 10 milhões para 2014 e igual soma para o próximo ano, representa “um sinal de confiança” da UE “principal parceira económica” da Guiné-Bissau nas novas autoridades do país.

De acordo com o ministro da Economia e Finanças guineense o apoio da UE vai ajudar a suprir o défice orçamental de 2014.

Partilhe este Artigo